• Algum dos dois será capaz de suplantar em prestígio o de Detroit? Localização e facilidade de acesso contam pontos também, além de ambos estarem mais perto de mercados locais interessantes para as marcas de fora dos EUA;
  • Se nenhum dos dois assumir essa vanguarda, o Salão de Los Angeles poderá fazê-lo?
  • O fato de o presidente Barack Obama ter raízes em Chicago pode pesar em favor do evento local? Ele o visitará?

    Vale registrar que os salões de Genebra, em março, e de Frankfurt (o maior do mundo), em setembro, estão confirmados, e desde já surgem "vazamentos" revelando suas atrações. Pelo menos em termos estratégicos, a Europa parece estar lidando melhor com a crise.