UOL Carros
 

13/03/2009

Dirigimos

Range Rover Sport V8 a diesel

Quem tem na agulha uma bala de R$ 359.900 e gosta de se sujar na lama (não a metafórica) pode optar pelo Range Rover Sport HSE a diesel, um SUV de luxo que entrega ao usuário conforto e diversão em altos graus. Conforme havíamos prometido, temos aqui um álbum de fotos do carro em várias situações de off-road.

O Range Rover na versão que testamos entrega dezenas de itens de conforto, obrigatórios num veículo que custa o mesmo que um apartamento de três quartos em bairro nobre de São Paulo. Mas seu preço alto tem mais a ver com a tecnologia embarcada do que com os mimos. O sistema Terrain Response, que oferece cinco opções de ajuste do carro para enfrentar qualquer tipo de terreno, é um exemplo disso. Tudo que ele faz é visto numa tela LCD ao centro do painel -- outro recurso relativamente caro. Quer mais um exemplo? A suspensão pneumática, que o motorista pode elevar e baixar por gosto e por necessidade (e que é vital para o funcionamento do Terrain Response).

Na lama, na grama, na terra, na fazenda, o Range Rover Sport se sentiu em casa. Pena que os pneus esportivos, calçando as rodas de 20 polegadas, não eram os mais adequados para o off-road. Teríamos feito mais sem eles (e com outros, mais gordinhos). Foi uma opção da Land Rover para vestir esse carro com mais luxo e esportividade. A marca agora é indiana, mas ainda não perdeu a fleuma da ex-metrópole britânica...

Na estrada, o brutal torque de 64 kgfm do propulsor V8 faz com que as retomadas aconteçam em quarta marcha (checamos isso alternado para o modo sequencial). Quando o farol abre, o motorista pode sair em terceira, numa boa. Em asfalto de qualidade, o Range Rover desliza como uma seda.

Agora, bonito o Range Rover Sport não chega a ser. É quadradão, e tem volumes meio exagerados na traseira. Mas isso é coisa de jipão.

Esse carro está um degrau abaixo do Range Rover Vogue no portfólio da Land Rover. E, à exceção de algumas versões do Discovery 3, custa pouco mais ou pouco menos que o dobro do restante da gama da marca vendida aqui -- e isso inclui o raçudo Defender (cuja versão mais cara sai por R$ 165.800) e o Freelander 2 (cujo teto é R$ 169.000).

Agradecimento: Village Eldorado Atibaia EcoResort

Escrito por UOL Carros às 14h33


comunicar erro COMUNICAR ERRO

05/03/2009

Autopost

Um mergulho na lama

Outro dia resolvemos brincar na lama. E fomos de Range Rover Sport!



Assim que acharmos uma brecha na atual febre de lançamentos (Fiat Punto T-Jet hoje, e mais Mercedes-Benz CLC e GLK, Renault Symbol, Nissan Livina e Toyota SW4 a gasolina, tudo isso até o dia 18), colocaremos no ar um álbum com as fotos dessa "incursão rural", com assinatura de Murilo Góes.

Escrito por UOL Carros às 13h17


comunicar erro COMUNICAR ERRO

04/03/2009

Autopost

Volks, dá licença um pouquinho

Outro dia um leitor cobrou de nós informações sobre o novo Volkswagen Polo. Muito bem: o carro foi apresentado em Genebra, começa a ser vendido na Europa no meio do ano, tem essa (bela) cara que vocês podem ver na foto abaixo, e só Deus sabe quando chega ao Brasil...



Mais sobre o novo Polo você lê aqui. E/ou aqui.

De resto, a Volks lançou hoje uma nova versão do atual Polo, a E-Flex, depois de dar a entender que apresentaria a BlueMotion para a imprensa não-impressa... O Polo E-Flex aposenta o reservatório de partida a frio, mas mesmo que não houvesse esse pioneirismo o visual do carro -- ainda forte e atual -- nessa versão (só existe em preto) já explicaria o porquê de o Polo ter tantos defensores apaixonados por aí...



E ontem à noite a Volks divulgou os preços do Eos e do Passat CC. Mas não houve test-drive, aparentemente por falta de unidades em número suficiente para atender à imprensa.

E chega de falar da Volkswagen, pelo menos por um tempo, né?

Fotos: EFE e Murilo Góes/UOL

Escrito por UOL Carros às 21h30


comunicar erro COMUNICAR ERRO