UOL Carros
 

22/05/2009

Derrapagem

Promoção, sorteio ou vestibular?

A Renault tem veiculado, nos últimos dias, peças publicitárias da já tradicional 'Operação Portas Abertas', período promocional durante o qual a rede concessionária se mostra mais, digamos, solícita a receber todo tipo de consumidor -- e não só aquele idealmente chamado de 'público-alvo', por possuir o típico perfil da marca. O principal chamariz para a campanha é a distribuição de cinco carros zero-quilômetro: a bola da vez é o recém-chegado sedã compacto Symbol, na versão topo da gama Privilège 1.6 16 V, já mostrada e avaliada por UOL Carros.



(Fotos: Divulgação)
Acima, uma das peças publicitárias da promoção da Renault


Mas a questão é: você, internauta, além de ser bom motorista, bem-informado e muito bem relacionado, é sortudo? Explico: quatro dos cinco carros são distribuídos para quem receber em casa a chave premiada, aquela que dá a partida no modelo exposto na concessionária; o quinto e último sai de um sorteio com todas as chaves que não funcionaram. Mas quem recebe a chave, e como? Funciona mesmo ou tem alguma coisa por trás?

Primeiro: funciona, sim, diz a montadora. E com regras rígidas. Nesta sexta-feira (22), em São Paulo, durante a apresentação técnica à imprensa do Renault Symbol 1.6 8V, o gerente de imprensa da marca, Luiz Arthur Peres, e a gerente de produto, Vanessa Castanho, explicaram os pormenores. Como toda loteria (não utilizaram estes termos, mas ganhar o carro na chave premiada ou no sorteio é quase como acertar a quina ou a sena, embora com menor concorrência) feita no país, esta promoção deve ser registrada e auditada pela Caixa Econômica Federal, que após o término deverá conferir se todos os carros saíram e se foram devidamente entregues aos vencedores -- quem não ganha o carro ao girar a chave deve depositá-la em um envelope especial, na própria concessionária, que deverá ser assinado e colocado em uma urna para o sorteio do quinto carro. Já quem ganha, não leva na hora: é preciso ir até um cartório, que guarda o modelo técnico de todas as chaves premiadas, e que fará a validação (ou não) da chave do vencedor, para evitar o uso de chaves fraudadas.


São 400 mil pessoas concorrendo a quatro sedãs Symbol 1.6 16V
na versão Privilège, como o da foto; outro sairá do sorteio


Segundo: para receber a chave, a pessoa deve estar cadastrada na base de dados da Renault. Quem já comprou um carro da marca, compareceu a um evento promocional (por exemplo, os 'road shows' ou estandes como o do Salão do Automóvel) e preencheu os dados ou quem se cadastrou de algum outro modo tem grandes chances. Mas isso também é uma espécie de loteria: a base de cadastro é composta por quase 3 milhões de pessoas. Destas, 'apenas' 400 mil são elegíveis para receber uma chave em casa.

Pois bem, esta é a conta final: são quatro chaves premiadas dentre 400 mil distribuídas por todo o país. Fosse um vestibular, a média seria de 100 mil concorrentes para cada chave premiada (ou para cada carro). E aí, repetindo a pergunta, você se acha sortudo?

 

Escrito por Eugênio Augusto Brito às 17h05


comunicar erro COMUNICAR ERRO