UOL Carros
 

25/03/2010

Derrapagem

Nano pega fogo logo após ser comprado

Essa história poderia estar na categoria "Na Garagem" e contar como um indiano voltou feliz para casa após pagar cerca de US$ 2,5 mil num Tata Nano. Mas o carro em questão pegou fogo apenas 45 minutos após sair da loja em Mulund, nos arredores de Mumbai (Noroeste da Índia), e o caso é mesmo uma "Derrapagem" no currículo do modelo mais barato do mundo.

Foto: AP


O Tata Nano zero-quilômetro em chamas, momentos após a compra

A foto acima, do Nano incendiado, é da agência AP (Associated Press), assim como as principais informações sobre o caso, que só agora chegou ao lado ocidental do planeta e com algumas divergências: a AP diz que o comprador/vítima é um engenheiro de software e não confirma se ele estava sozinho no momento da compra; já a agêndia indiana ND, de Nova Déli, o classifica como um corretor de seguros acompanhado da mulher e do filho pequeno.

Juntando as pontas, sabemos que o indiano Satish Purushottam Sawant saiu de casa no último domingo, dia 21, para comprar o primeiro carro da família. Na concessionária Concorde Motors, fechou a aquisição de um Tata Nano prata equipado com direção elétrica e tomada de 12V (opcionais), pelo equivalente a R$ 4.520. No caminho de volta para casa, o Nano enfeitado com flores (cortesia da loja) foi tomado pela fumaça. Rapidamente, Sawant encostou o carro e correu com mulher e filho para longe do veículo. Um motociclista que passava pelo local avisou ao motorista do fogo que tomava a parte traseira do carro, onde fica o motor.

A Tata Motors informou à AP que as causas da combustão espontânea do Nano -- que não teria sido o primeiro (leia no site parceiro Carsale) -- ainda estão sendo investigadas, mas que Sawant poderia escolher entre receber um Nano novo ou ter o dinheiro devolvido. A agência indiana ND, por sua vez, relata que o comprador está insatisfeito, já que não houve um pedido formal de desculpas por parte da montadora, que trata o caso como um incidente com veículo pré-série, que não deveria ter sido vendido a um consumidor. Ao que parece, o carro foi fabricado em 2008, quando os testes de segurança estavam incompletos, apesar da nota fiscal emitida pela Concorde tratar o carro como um modelo 2009.

Para encerrar a história, a AP informa que cerca de 30.000 unidades do Nano já circulam na Índia, apesar do escritório de Nova Déli da consultoria IHS Global Insight não recomendar a compra, como afirma o analista Deepesh Rathore: "Considerando os padrões de segurança, o Nano mal atinge a nota de corte".

Escrito por UOL Carros às 18h19


comunicar erro COMUNICAR ERRO

19/03/2010

Derrapagem

Honda CR-V mantém Tucson no retrovisor

A consultoria americana J.D. Power e associados divulgou seu mais recente ranking baseado na pesquisa sobre carros mais confiáveis ("Vehicle Dependability Study", ou, literalmente, "Estudo de Confiabilidade de Veículos") do mercado dos Estados Unidos. A lista é feita tendo como base o depoimento de donos de carros com três anos de uso -- modelos 2007 e usados, portanto. E daí vem sua repercussão em todo mundo -- que rende até propagandas -- já que o resultado seria um "retrato da vida real" do uso do carro por lá.


Foto: Divulgação
O SUV (para eles MAV) compacto mais confiável para a J.D. Power é o Honda CR-V; Tucson, só em terceiro
O SUV compacto mais confiável para a J.D. Power ainda é o Honda CR-V

CLIQUE NA IMAGEM para ver a lista completa


Pelos critérios da consultoria, pontos são atribuídos de acordo com os relatos de mais defeitos e falhas a cada 100 carros e, assim, o modelo (e consequentemente a marca) que tiver proporcionalmente menos pontos será aquela que menos deixa o motorista na mão. Logo, o dono do carro tende a seguir confiando e a se manter fiel à marca.

No total, 198 possíveis problemas são avaliados. Na lista deste ano, com todos os critérios avaliados e médias feitas, o índice geral do mercado americano ficou em 155 pontos. Marcas com pontuação menor que 155 são as que mais se destacaram, segundo a J.D. Power. E a que mais se destacou foi a Porsche, que obteve 110 pontos no geral, embora nenhum dos esportivos da marca tenha liderado qualquer uma das categorias de satisfação. Entre as grandes, a líder de mercado Toyota foi a mais bem posicionada ao marcar 128 pontos e ficar com a sexta colocação, seguida por Honda (132 pontos) e Ford (141).

Todos devem se lembrar que a Hyundai-Caoa, aqui no Brasil, ressaltou numa série de comerciais que seu SUV Tucson (e a própria) marca estavam acima de tudo e de todos no ranking da J.D. Power. Pois bem, a lista por marcas (que pode ser vista, em inglês, aqui) coloca a montadora coreana em 11º lugar (subiu três posições em relação à ultima publicação) com 148 pontos. Já o Tucson é o terceiro colocado entre os SUVs pequenos, atrás do Honda CR-V (que manteve a posição) e do Subaru Forester, conforme você confere no álbum especial que mostra quais os carros mais confiáveis para os americanos.

O quanto a lista vale para nós brasileiros? Quase nada. Mas uma vez que ela rende peças publicitárias e muita discussão, vale a pena conhecê-la. Gostou da lista? Concorda, discorda, não acha nada? Deixe seu comentário e opine.

 

Escrito por UOL Carros às 14h42


comunicar erro COMUNICAR ERRO